Festival celebra Dieta Mediterrânica no Algarve

Festival de Gastronomia do Mar, em Tavira, decorre entre 12 a 31 de maio.

As várias propostas de pratos de polvo, atum, bacalhau ou cavala vão compor a ementa da 14ª edição do Festival da Gastronomia do Mar, que celebrará a Dieta Mediterrânica de 12 a 31 de maio, em 21 restaurantes aderentes de Cabanas, Luz, Santa Luzia e Tavira.
Haverá, também, propostas de pratos de tamboril, corvina, ou sardinha.

“Numa harmoniosa composição de sabores e ingredientes valoriza-se a cozinha regional, a frescura dos produtos da época, conjugada com a criatividade e mestria dos chefes, enaltecem a gastronomia, os costumes, a essência, a autenticidade do litoral algarvio e o estilo de vida mediterrânico», refere em comunicado a Câmara Municipal de Tavira.

Os restaurantes aderentes são o Abstracto, “A Carpintaria”, “A Casa…”, “Aladino”, “Álvaro de Campos”, “A Ver Tavira”, “Balsa”, “Brisa do Rio”, “Cais da Ponte”, “Casa do Abade”, “Casa do Povo Tasquinha”, “Gilão Restaurante”, “Mouraria”, “Orangea Bistro”, “O Tonel”, “Páteo da Ria”, “Polvo e Companhia”, “Ponto de Encontro”, “Rota dos Sabores”, “Salinas” e “Vista Mar”.
Tavira e dieta mediterrânica

A dieta mediterrânica foi classificada como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO em Baku, no Azerbaijão, no dia 4 de dezembro de 2013.

Apresentando Tavira como comunidade representativa em Portugal, a candidatura portuguesa foi constituída por um grande conjunto de iniciativas e de medidas tendo em vista a valorização e a promoção da Dieta Mediterrânica à escala nacional.

A classificação diz respeito a uma candidatura transnacional, apresentada por Portugal aliado à Croácia e Chipre, mas também à Espanha, Marrocos, Itália e Grécia – estes últimos quatro países tinham já os seus nomes e a dieta mediterrânica respetiva inscritos nos bens patrimoniais da Unesco desde 2010, mas associaram-se agora aos outros três numa candidatura renovada e mais abrangente. A candidatura portuguesa da “Dieta Mediterrânica” consistiu na primeira candidatura transnacional apresentada pelo Estado Português à Lista Representativa do Património Imaterial da Humanidade, e que se destina a reforçar o reconhecimento internacional desta expressão cultural alargada, no âmbito da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial.

Entre os produtos em destaque nesta dieta estão o azeite, os vegetais frescos, as castanhas e também o peixe.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *