Favas à Palmeloa «Passo a Passo»

O concelho de Palmela mantém uma forte tradição rural, ocupando a actividade agrícola quase metade da sua área, com culturas hortícolas, vinhas, cereais e pastagens. A gastronomia da região é, assim, o reflexo da abundância de bons produtos da terra, como as favas, que sempre tiveram uma importante presença na alimentação dos trabalhadores do campo, graças às suas qualidades nutritivas. A receita de «Favas à Palmeloa» é de fácil preparação e resulta num prato de forte sabor, devido às carnes que a integram, e muito aromatizado, pela inclusão da hortelã e dos coentros

Ingredientes

1,5 kg de favas descascadas; 1 cebola média; 125 g de toucinho entremeado; 1/2 chouriço de carne; 1/2 chouriço mouro; 1 ramo de hortelã e de coentros; sal q.b.

Preparação15.1

Com a cebola, coze-se o toucinho entremeado, os chouriços de carne e mouro. Pode também incluir-se chispe e orelha, que devem ser salgados de véspera. Depois de estar tudo cozido, retira-se e, no caldo, cozem-se as favas com hortelã e coentros. Logo que estejam cozidas, servem-se numa travessa com as carnes40.

Harmonização

Aqui, não se pode escapar à recomendação de um tinto. Um tinto DO Palmela fará as delícias deste casamento. Quer-se um vinho encorpado, de aroma intenso e de taninos marcantes, um vinho em que o estágio em barrica esteja equilibrado com a fruta e a personalidade do vinho, adicionando riqueza a esta harmonização.

O texto e a receita aqui apresentados e a foto final do «Passo a Passo» estão publicadas no Livro «Os Sabores da Nossa Terra» pela Associação de Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal (ADREPES).
A foto que acompanha este texto resulta do empratamento feito pela Escola Profissional de Vale do Tejo (Santarém), após confeção de acordo com a receita tradicional.

VEJA A EXECUÇÃO DESTA RECEITA «PASSO A PASSO», na barra localizada no final da página do Jornal dos Sabores.

One thought on “Favas à Palmeloa «Passo a Passo»

  1. Antecedendo este maravilhoso prato, é costume dos palmelões, com o caldo do cozido fazer uma sopa de pão, com uma capelinha de coentros e hortelã, devidamente atados, e abafando-se de seguida. Uma delícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *