Ervideira fatura cerca de 1 milhão no 1º semestre

A Ervideira, produtor vitivinícola no Alentejo, registou uma faturação de cerca de 1 milhão de euros nos primeiros seis meses de 2016, o que representa um aumento de mais de 2% quando comparado com igual período de 2015.

Esta faturação resulta de uma visão estratégica que fez com que a empresa se dedicasse a nichos de mercado, onde viu uma oportunidade para crescer. Essa estratégia passou pela consolidação das vendas dos vinhos topo de gama, diferenciando-se assim da concorrência e posicionando-se, cada vez mais, como uma produtora de vinhos exclusivos, que promete uma qualidade de excelência, face a um mercado extremamente pulverizado.

O reconhecimento que a empresa detém atualmente é fruto de um excelente trabalho de equipa que se materializou na entrada em mercados externos como o Brasil, que é o seu melhor mercado de vinhos premium, assim como na China e outros na Europa. Relativamente ao mercado interno, é de notar que as três Wine Shops representam atualmente 16% de todo o volume de faturação da empresa, onde as vendas se baseiam nos vinhos topos de gama, nomeadamente na procura pelas referências Conde D’Ervideira Reserva e Private Selection.

Este crescimento de vendas deve-se também à forte aposta da empresa na área da Inovação. O INVISÌVEL, lançado no mercado em 2010, considerado um vinho único, é um claro exemplo desta estratégia. Já este ano, e através do lançamento do Vinho de Água, um vinho diferente e inovador, que estagiou a 30 metros de profundidade durante 8 meses no Grande Lago do Alqueva, a Ervideira voltou a assegurar a sua atuação e posicionamento disruptivo no mercado.

Duarte Leal da Costa, Diretor Executivo da Ervideira, explica ainda que “a venda do vinho tem vindo a ser cada vez mais inversamente proporcional à faturação”. Esta justificação assenta o facto de que há uma queda muito relevante nas vendas em número de garrafas embora acompanhado por um forte aumento da faturação. Esta questão deve-se à aposta em vinhos topo de gama pensados para públicos específicos e, também, ao reconhecimento que tanto o mercado interno como o externo têm vindo a ter face à Ervideira e aos seus produtos permitindo-lhes um aumento da reputação que faz com a pirâmide de venda de vinhos se tenha vindo a inverter nos últimos anos.

“A qualidade e exclusividade dos vinhos Ervideira têm sido reconhecidas com prémios «Boa Compra», atribuídos pela Revista de Vinhos. Prevê-se então um segundo semestre ainda melhor que o primeiro, tendo a empresa como objetivo manter a linha de crescimento de vendas em valor”, conclui o porta-voz.

Informação da empresa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *