Enoteca Itinerante na ilha do Pico

Para dar a conhecer à população do Pico o mundo da vitivinicultura, a enoteca levará, às quintas-feiras, por toda a ilha, os melhores vinhos nacionais, em provas comentadas por renomados enólogos e produtores locais.

Até ao final do mês de junho, a enoteca levará a todas as freguesias da Madalena e sedes de concelho picoenses o melhor da vitivinicultura portuguesa, democratizando o acesso a este universo de conhecimentos, com provas de vinhos comentadas, curiosidades sobre enologia e muito mais.

A promoção do vinho da região, das vinhas e das mais intrínsecas tradições é crucial para o Município da Madalena, muito em especial num ano em que se assume como «Cidade do Vinho 2017» e que, ao longo deste mesmo ano será o principal núcleo da vitivinicultura em Portugal, acolhendo uma vasta panóplia de eventos e promovendo a Madalena além-fronteiras.

Primeira sessão

Dezenas de pessoas participaram na primeira sessão da enoteca itinerante, que promete levar o melhor da vitivinicultura nacional, por toda a ilha do Pico.

O museu do vinho foi o cenário escolhido, no passado dia 23 de Março, para a estreia do projeto autárquico dinamizado no âmbito da Cidade do Vinho e que reuniu quase uma centena de pessoas numa prova de vinhos comentada pelo reconhecido enólogo Francisco Antunes, da Adega Quinta da Bacalhôa, que falou ainda sobre os espumantes Aliança.

Os magníficos néctares picoenses marcaram também presença no evento. A Curral Atlantis, de Marco Faria, e a Adega A Burraca, de José Leonardo, surpreenderam, revelando o infinito potencial dos vinhos do Pico.

O serão terminou com um brinde e votos de êxito a este projeto da autarquia que até ao final do mês de junho levará a todas as freguesias da Madalena e sedes de Concelho picoenses os melhores vinhos e enólogos nacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *