Droga no Vinho e Água «transformada» em vinho

Uma turista romena de 22 anos foi presa no Aeroporto Internacional em S. Salvador, no Brasil, ao tentar embarcar para Lisboa com cocaína diluída em duas garrafas de vinho.

De acordo com a Polícia Federal (PF), durante uma fiscalização de rotina, os agentes do Grupo de Combate ao Tráfico de Drogas no Aeroporto suspeitaram que alguma substância poderia estar a ser transportada nas garrafas, que estavam na mala da mulher.

Segundo informações da PF, ao fazer exames preliminares constatou-se que havia cocaína misturada no vinho. A romena foi presa em flagrante.

Diz-se que os agentes provaram e comentaram: “mas que droga de vinho”!

Transformar água em vinho

Nos Estados Unidos, a startup norte-americana Ava Winery diz ser capaz de “transformar água em vinho em 15 minutos” e prepara-se para lançar o seu produto no mercado este verão.

De acordo com o jornal ‘Mirror’, este vinho sem uvas, mais concretamente champagne, terá um preço a rondar os 45 euros e pretende ser uma cópia do (bem mais caro) Dom Perignon.

A apreciadora de vinhos Lisa Grossman disse ao ‘Mirror’ que o vinho criado pela Ava Winery cheirava a “uma daquelas bóias insufláveis em forma de tubarão que se leva para a piscina” e sabia a “saco de plástico”.

Em Portugal, há muito que conhecemos aquele «recado» de um armazenista de vinhos aos filhos, na hora da morte: “e não se esqueçam que o vinho também se faz com uvas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *