//‘Cozinha da Avó’ proíbe entrada a crianças

‘Cozinha da Avó’ proíbe entrada a crianças

O restaurante alemão Oma’s Kuche (“Cozinha da Avó”) decidiu proibir a entrada a crianças menores de 14 anos a partir das 17 horas.

O proprietário, Rudolf Markl, justificou a sua decisão com o facto de o seu restaurante ser, muitas vezes, “palco de várias cenas de mau comportamento infantil”. Markl fez questão de sublinhar que “a medida não é contra as crianças, mas sim para chamar a atenção dos pais, que, muitas vezes, permitem o mau comportamento dos filhos”.

E empresário dá mesmo como exemplos, “copos de vinho entornados, gritos e mesas arrasadas com toalhas e louças no chão” para que se perceba a gravidade de algumas das consequências do que considera as “traquinices’ das crianças que jantavam no restaurante. Markl acrescenta sentir por vezes alguma revolta porque os pais demonstram “reconhecer a situação, com um sorriso, mas continuam a comer e não querem saber de todo”, citado pelo Deutsche Welle.

A gerência do restaurante garante que há muito ponderava a proibição de crianças ao jantar e o proprietário tomou finalmente a decisão quando algumas crianças danificaram fotografias antigas que havia no estabelecimento. Rudolf garante que a decisão tomada tem trazido ao restaurante e aos clientes um ambiente mais calmo e tranquilo. O departamento contra a discriminação alemã está a investigar o caso e avisa para a possibilidade de surgirem protestos e reclamações contra o restaurante.

A decisão provocou muitas críticas e protestos nos meios de comunicação alemães e nos canais online, mas Markl diz que muitos pais aplaudiram a sua decisão de passar a oferecer, aos jantares um ‘oásis de paz’ aos seus clientes.
A verdade é que um número crescente de hotéis e agências de turismo em todo o mundo já oferecem serviços que descartam especificamente as crianças, na tentativa de atrair novos clientes.