//Conhece o Cabrito estonado e vinho ‘Callum’?

Conhece o Cabrito estonado e vinho ‘Callum’?

Estas são duas especialidades ainda pouco conhecidas, que vão ser apresentadas em Festival Gastronómico em Oleiros.

O Festival do Cabrito Estonado e do Vinho Callum vai decorrer nos fins-de-semana de 24 e 25 de março e ainda de 30 de março a 1 de abril, no Jardim Municipal de Oleiros.

Além dos restaurantes aderentes, o recinto contará com uma tasquinha dedicada a comidas rápidas confecionadas com cabrito e uma outra tasquinha com produtos tradicionais como o queijo, o presunto, a broa entre outros. O vinho callum, servido bem fresco vai, certamente, «ajudar à festa».

As eventuais condições meteorológicas adversas não constituirão problema pois de acordo com a Câmara Municipal oleirense, aa quinta recriada no local, estão criadas condições para ultrapassar esse obstáculo.

Além dos restaurantes aderentes, onde, destaca a autarquia, se aconselha a reserva da refeição, o recinto conta com uma tasquinha dedicada a comidas rápidas confecionadas com cabrito e uma outra tasquinha com produtos tradicionais como o queijo, o presunto, a broa entre outros.

O cabrito estonado

Morto o cabrito (de tenra idade) estona-se, ou seja, é metido em água a ferver e tira-se-lhe o pelo à medida que vai sendo escaldado. Depois de estonado é limpo e lavado e, recheado, vai ao forno a tostar, sobre paus de loureiro. No final, a pele estaladiça faz lembrar o leitão.

O vinho Callum

É definido como um vinho branco, muito ligeiro, de baixo teor alcoólico que por vezes se compara com o vinho verde. Tem uma produção muito reduzida o que o impede de entrar nos circuitos comerciais.

‘Callum’, é o nome de uma casta de uvas característica de Oleiros, que dá origem a um vinho branco/verde de baixo teor alcoólico e de sabor intenso. Estas videiras resistiram à filoxera, uma grande praga que invadiu a Europa no século XIX e por isso, o ‘Callum’é considerado um vinho histórico.