Confraria vai elaborar «Carta Gastronómica do Ribatejo»

A Confraria da Gastronomia do Ribatejo vai elaborar, para a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR), a Carta Gastronómica da Lezíria do Tejo.

Depois do protocolo, assinado na inauguração da edição de 2015 do Festival Nacional de Gastronomia em Santarém, a ERTAR acaba de proceder à adjudicação da produção do documento que deverá abarcar os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Azambuja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém, a chamada Lezíria do Tejo.

No valor de 45 mil euros, a tarefa, que deverá estar concluída em finais de 2017, tem como objetivo contribuir para a valorização da gastronomia da região e consiste na organização, desenvolvimento, difusão, informação regional e entrega” da Carta Gastronómica para o território dos municípios referidos.

Entre as várias etapas de produção previstas, conta-se o levantamento das especialidades gastronómicas características do Ribatejo, mais especificamente da sub-região da Lezíria do Tejo, dos ingredientes regionais e dos modos de confeção regionais; a definição das matérias-primas que garantem de modo inequívoco as características das especialidades identificadas; a determinação dos modos de confeção que de forma inequívoca garantam as caraterísticas da gastronomia ribatejana; a fixação dos modos de produção de matérias-primas que garantam as caraterísticas típicas da gastronomia ribatejana; a elaboração de uma lista com os produtos não oriundos da região que são toleráveis e dos que são intoleráveis para a gastronomia ribatejana e o estabelecimento das relações entre o Receituário e os Produtos Locais.

Esta Carta, que pretende ter um conceito didático, informativo e turístico-promocional, constitui o primeiro passo de um projeto que, posteriormente, porá em prática o processo de certificação dos restaurantes do Ribatejo, assim como a edição de um Guia.

A Confraria da Gastronomia do Ribatejo

Constituída por escritura pública em outubro de 2000, é uma associação sem fins lucrativos, com sede em Santarém, que apresenta como objectivos a Investigação e divulgação do Património Gastronómico do Ribatejo, a investigação e divulgação do Património Gastronómico Ribatejano, sem, no entanto, reprimir a sua evolução natural e adequada a processos tecnicamente tidos como correctos e incentivar a investigação do Património Gastronómico Ribatejano nos seus múltiplos aspectos: receituário, arte e técnica da cozinha tradicional, pesquisa das antigas casas de comida, cozinheiras e cozinheiros famosos, evolução dos pratos e todos os outros que permitam fazer a reconstituição histórica da cozinha dos nossos antepassados e afirmar a sua razão de ser nos dias de hoje.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *