Compal «tem» 60 mil euros para empresários frutícolas

A «Academia» do Centro de Frutologia Compal vai selecionar três projetos finalistas que irão dividir uma bolsa de instalação de 60 mil euros, cabendo 20 mil euros a cada.

Até 23 de fevereiro estão abertas as candidaturas para a 5ª edição da «Academia» do Centro de Frutologia Compal, uma iniciativa criada em 2012 que procura 12 empresários frutícolas que este ano receberão as 65 horas de formação. Entre os participantes serão selecionados os três projetos finalistas que dividirão a bolsa de instalação de 60 mil euros, cabendo a cada um 20 mil euros. Podem candidatar-se empresários frutícolas que produzem ou queiram vir a produzir frutas como Amora, Framboesa, Mirtilo, Morango, Romã, Cereja, Pêssego, Maçã, Pera Rocha, entre outras, explica em comunicado a Compal.

Uma viagem por Portugal, para conhecer explorações agrícolas e a oportunidade de conhecer novos modelos de negócio, soluções e técnicos especializados é o que espera os 12 participantes na Academia 2017. Fruticultura, gestão agrícola, associativismo, marketing, tecnologia, sustentabilidade, são alguns dos módulos da vertente teórica da formação.

José Jordão, Presidente do Centro de Frutologia Compal revelou que nos últimos quatro anos passaram pela Academia 45 empreendedores frutícolas, foram ministradas mais de 225 horas de formação e atribuídas 12 bolsas de instalação, no total de 240 000 euros.

A inicitiva da produtora nacional conta com o apoio de vários membros como instituições académicas, organizações de produtores, instituições bancárias e empresas de tecnologias e apresenta como objetivos: Valorizar a fruta nacional; promover o consumo de fruta e dos seus produtos derivados; gerar valor com a inovação no setor frutícola; potenciar o desenvolvimento do setor frutícola e estimular a economia nacional.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *