//Coimbra quer ser ‘Região Europeia da Gastronomia em 2021’

Coimbra quer ser ‘Região Europeia da Gastronomia em 2021’

Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra pretende, com esta candidatura, pretende valorizar a diversidade do território constituído por 19 municípios.

A Escola de Hotelaria e Turismo foi palco, no passado dia 21 de maio, da cerimónia de assinatura do protocolo de candidatura ao título de Região Europeia da Gastronomia em 2021.

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, João Ataíde, justificou a iniciativa afirmando: “Achamos que temos condições para responder a este desafio”. O também presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, acrescentou que “a região tem caraterísticas muito próprias para este desafio” e lembrou a diversidade da oferta gastronómica do litoral mas também do interior exemplificando com a variedade e qualidade do peixe, mas também o cabrito, a chanfana e a lampantana e os doces conventuais, como exemplo.

Mas o trabalho continua pois até ao final do mês de maio a CIM Região de Coimbra terá de apresentar o dossier de candidatura ao Instituto Internacional de Gastronomia, Cultura, Artes e Turismo (IGCAT), que na cerimónia de assinatura do protocolo esteve representado pela presidente Diane Dodd.

Depois, entre outubro e novembro saber-se-á se a candidatura foi aceite, durante a Semana Europeia das Cidades e Regiões em Bruxelas, na sequência do resultado das peritagens exigidas pelo IGCAT às iniciativas que vão ser apresentadas.

“Muito mais do que a dimensão gastronómica, há todo um conjunto de setores que se querem trabalhar: turismo, cultura, economia, criação de emprego, qualificação”, frisou Jorge Rito, secretário executivo da CIM da Região de Coimbra.

A candidatura é promovida pela CIM Região de Coimbra, que conta com a Universidade de Coimbra, Turismo do Centro e Escola de Hotelaria e Turismo, Instituto Politécnico, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro no grupo de fundadores, além do apoio do Ministério da Agricultura e da Secretaria de Estado do Turismo.

De acordo com Jorge Rito, a iniciativa conta já 30 entidades associadas ao projeto.

Foto: Facebook – Município de Coimbra