Cientistas querem «devolver» o sabor do tomate

Um grupo de cientistas norte-americanos pretende devolver o sabor ‘original ‘ dos tomates industriais, perdido no decorrer dos anos.

Para concretizar este objetivo os pesquisadores investigaram os genomas de 398 variedades de tomates e descobriram exatamente quais genes que são alterados pelas condições de refrigeração, lê-se no estudo publicado na revista cientifica “Science”.

A pesquisa foi coordenada por Sanwen Huang, da Academia de Ciências Agrícolas da China; e Harry Klee, da Universidade da Flórida. A principal autora do estudo é Denise Tieman, pesquisadora das duas instituições.

“Foi um processo longo. Primeiro, nós tínhamos que definir o que constitui um sabor bom em tomates. Para esse objetivo comparámos as variedades mais antigas, as chamadas variedades de herança”, revelou Tieman.

4.1A pesquisadora revelou que atualmente as variedades industriais não contêm açúcar suficiente nem substâncias essenciais para garantir o sabor do tomate. Trata-se de qualidades que foram perdidas ao longo dos últimos 50 anos, porque os produtores não tinham ferramentas científicas para medir o sabor regularmente.

Com as informações resultantes das provas efetuadas pelos consumidores, a que juntámos os dados bioquímicos, os compostos de aroma como açúcares e ácidos, pudemos definir o que é um bom sabor no tomate”, acrescentou Tieman.

Durante a investigação foram encontrados 13 compostos químicos associados ao sabor, o que confirmou que os tomates vendidos nos supermercados já perderam as características tradicionais. Além disso, o estudo comprovou que os tomates menores têm um maior teor de açúcar. No entanto, como a criação de uma nova variedade leva tempo, os cientistas estimam que serão necessários três ou quatro anos para produzir os novos tomates com sabor.

Fonte: ANSA

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *