A Cidade do Vinho em Bortdéus

A partir de 1 de Junho, Bordéus assinala a abertura da «Cidade do Vinho» que custou mais de 80 milhões de euros.

A enorme torre de vidro implantada à entrada de Bordéus, sobre o rio Garonne, em forma de decanter, ocupa uma área superior a 13 350 m², divididos por dez andares. Chamam também «Cidade das Civilizações do Vinho» a este edifício com formas arredondadas que se prestam a variadas interpretações.

Concebido pelos arquitetos Anouk Legendre e Nicolas Desmazières o edifício marca pela sua forma e curvas ousadas e também as suas cores mudam com as estações, dias e horas.

A «Cidade do Vinho» irá oferecer exibições permanentes e temporárias, espectáculos, conferências e workshops sobre o vinho e a sua história. Para principiantes ou conhecedores, estes workshops podem versar a enologia do vinho, o food pairing ou mesmo a prova de vinhos raros. Um laboratório permitirá aos visitantes uma experiência tridimensional, acrescentando à prova luzes, sons e aromas.

Com os vinhos da região de Bordéus naturalmente em destaque, o complexo oferece números que impressionam, com o restaurante Le7 a oferecer uma carta de vinhos com mais de 500 entradas provenientes de 50 países diferentes, e o wine bar Latitude20 a suplantar essa oferta, com 800 entradas de 80 países. O espaço inclui ainda uma boutique e uma enoteca.

O orçamento anual é de 12 milhões de euros, com a maioria das receitas geradas pela própria «cidade», com a venda de entradas e a exploração dos espaços. São esperados cerca de 450 mil visitantes ano, cada entrada tem um custo de 20 euros esperando-se receitas indirectas para a cidade e região na ordem dos 40 milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *