Chocolates de espumante Baga@Bairrada distinguidos

O packaging do chocolate de espumante Baga@Bairrada, com zest de frutos vermelhos, arrecadou o cobiçado “prémio de design” dos internacionais ‘Red Dot Awards’ (2016).

A Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB) lançou o desafio e a Cacaodivine – empresa de Coimbra produtora de chocolates artesanais de vinho –, aceitou desenvolver um produto com assinatura Baga@Bairrada. Desde a criação do produto ao design da embalagem, tudo foi pensado ao pormenor e o reconhecimento não tardou. O packaging do chocolate de espumante Baga@Bairrada, com zest de frutos vermelhos, acaba de ser distinguido ao mais alto nível, ao arrecadar o cobiçado “prémio de design” dos internacionais ‘Red Dot Awards’ (2016).
Para os que quiserem apreciar a “obra” ou, ainda melhor, deliciar-se com a iguaria, vão poder visitar o espaço da Cacaodivine no ‘Encontro com o Vinho e Sabores’, o maior evento vínico do país, que se realiza no Centro de Congressos em Lisboa, de 11 a 14 de Novembro. A mostrar que o vinho também se come, este e outros chocolates da Cacaodivine vão lá estar à prova e à venda. Não esquecer que o Natal está à porta e que o chocolate, comido com moderação, só faz bem!

7-1O ‘Red Dot Design Award’ é o prémio máximo para a sua categoria, naquele que é considerado por muitos como o evento de referência no mundo do design. A embalagem de cortiça, que nos remete para a parte superior de uma rolha de espumante, estava entre os projectos de mais de 46 países e foi avaliada por um júri composto por 26 especialistas, que destacaram a elegância, o conceito e utilidade da embalagem apresentada. Após alguns testes, o esboço passou do papel para a realidade e foi possível obter uma embalagem de cortiça que prima pela sua elegância e inovação. Uma embalagem que ganha utilidade quando aberta, uma vez que pode ser utilizada como uma base para quentes, protegendo a mesa ou balcão de cozinha.

“Este prémio é muito importante para a Cacaodvine não só pela visibilidade que traz para a marca, como também porque mostra do que somos capazes de (bem) fazer em Portugal. Este é sem dúvida um sinal que estamos no caminho certo e que o nosso trabalho é merecedor do mais prestigiado reconhecimento”, afirma entusiasmando Nuno Jorge, escanção e co-proprietário da Cacaodivine.

Embora recente e em fase de crescimento, a Cacaodivine tem os seus chocolates disponíveis em lojas gourmet, garrafeiras, hotéis, pontos de (eno)turismo e em eventos um pouco por todo o país, incluindo ilhas. Além fronteiras estão em países como Suécia, Grã-Bretanha, Espanha, França, Hungria e, brevemente, no Japão. A receptividade aos estes artesanais chocolates de vinho tem sido extremamente positiva, pela diferenciação e pela extrema qualidade do produto, aliada a uma imagem de excelência.

Informação da CVB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *