//China é um dos principais destinos da Super Bock e da Sagres

China é um dos principais destinos da Super Bock e da Sagres

País é o principal importador da cerveja Super Bock e o segundo maior mercado de exportação da Sagres.

O presidente executivo da Super Bock Group, disse à agência Lusa que a atividade da empresa na China teve início em janeiro de 2009, com o envio de um contentor de Super Bock, comercializado em hotéis e restaurantes através de distribuidores locais.

Rui Lopes Ferreira acrescentou que atualmente a China é o maior destino internacional da Super Bock Group, “com resultados que representam 40% das exportações, sobretudo da cerveja Super Bock, o que significa já mais de 10% da receita global”, num valor que alcançou os 451 milhões de euros em 2016.

Já a Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, que produz a Sagres, deu início à comercialização da sua bebida na China, de forma “residual, em 2013”, considerou Nuno Pinto Magalhães, diretor de comunicação e relações institucionais da empresa. “Só em 2016 começámos a acelerar o nosso crescimento naquele mercado”, acrescentou.
A empresa que produz e comercializa a marca Sagres revelou que em 2016 foram exportados quatro milhões de litros para a China, prevendo-se que tenha sido alcançado em 2017 “um crescimento superior a 50%”, acrescentou Nuno Pinto Magalhães.

A China representa atualmente o segundo mercado de exportação da Sagres, a seguir à Suíça e tem na província de Fújiàn e também em Zhèjiang e Guangdong as regiões de maior penetração comercial.

No caso da Super Bock são apontados cinco mil pontos de venda distribuídos por 50 cidades, localizadas em três províncias com 200 milhões de pessoas