Chile proíbe Kinder Surpresa

A legislação alimentar restritiva para lutar contra a obesidade levou o governo chileno a proibir a venda dos chocolates «Kinder Surpresa», da Ferrero.

A decisão, que vai afetar também a cadeia McDonald’s, relaciona-se com o facto de um terço de crianças chilenas com menos de seis anos terem excesso de peso e a consequente necessidade de intensificar a luta contra a obesidade.
Em comunicado, a ministra da Saúde, Carmen Castillo salientou que “o Chile posiciona-se como um país pioneiro no mundo no que diz respeito a uma alimentação saudável”, justificando assim o novo pacote legislativo, que levou cinco anos a ser aprovado e outros quatro para a indústria agro-alimentar se adaptar, obriga também os fabricantes a indicar nos rótulos as taxas de açúcar e de gorduras saturadas, bem como a quantidade de sódio e calorias.

Visto como um modelo de crescimento económico na América latina, o Chile é um dos principais consumidores de bebidas açucaradas da região e nova legislação pretende, antes de tudo, proteger as crianças, impedindo a venda de alimentos prejudiciais à saúde na escola. Deixará, assim de ser possível a venda de alimentação acompanhada de brinquedos, como «Kinder Surpresa» ou «Happy Meal», da McDonald’s.

No entanto a cadeia americana de «fast food» já reagiu informando que vai reformular o seu menu para crianças e retirar o brinquedo. Já a italiana Ferrero deixará mesmo de ter acesso ao mercado chileno e fonte da empresa já disse que se reserva o direito de recorrer à justiça nacional e internacional, com o argumento de que a lei “afecta a reputação de um dos seus produtos mais populares”.

Recorde-se que o ovo de chocolate que a Ferrero comercializa desde 1972 já não pode ser comercializado nos Estados Unidos, devido a um regulamento de 1938 que proíbe associar a um alimento qualquer outra substância , neste caso, um brinquedo.

Na sequência desta decisão há, no Chile, uma lista de oito mil produtos a receber uma nova embalagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *