//‘Cella Vinaria Antiqua’: a homenagem ao vinho de talha

‘Cella Vinaria Antiqua’: a homenagem ao vinho de talha

Em Vila de Frades (Vidigueira) abriu um espaço-museu sobre técnicas e tradições do Vinho da Talha.

A recuperação de uma adega resultou num espaço que facilita a ‘viagem’ para o tempo em que os romanos trouxeram para o Alentejo a técnica de produzir vinhos em talhas de barro que, com pouquíssimas diferenças, ainda hoje de pratica naquela freguesia do concelho da Vidigueira, entre outros locais do território alentejano.

A Honrado Vineyards inaugurou no passado dia 15 de setembro um projeto familiar de recuperação de uma adega de produção de ​Vinho de Talha, a ‘Cella Vinaria Antiqua’, que se traduz do latim “Adega de Vinho Histórica”. Este é um projeto focado, especialmente, na produção deste Vinho Artesanal e que tenciona preservar esta técnica de produção de vinho que se adotou dos romanos.

A ´Cella Vinaria Antiqua’ será ainda um espaço-museu que irá ensinar aos mais novos as técnicas e tradições do Vinho de Talha, uma arte esquecida no tempo. A adega recuperada resulta de uma colaboração entre um pai conhecedor do Alentejo e um filho mais tecnológico que viajou pelo mundo e, que leva o espírito rejuvenescedor à mestria. Esta aposta da família Honrado pretende ser o maior produtor de “Vinho Artesanal” de Portugal e ambiciona triplicar a produção de Vinho de Talha.

 

António Honrado revela que ​“como alentejanos criados a sopas e Vinho de Talha, cabe-nos também a nós a missão de não deixar esta tradição morrer”​. Já o filho, que assume responsabilidades de gestor neste projeto, acrescenta que para responder à procura cada vez maior dos mercados nacionais e internacionais tiveram “​a felicidade de encontrar no coração do Alentejo um tesouro soterrado: uma Adega com centenas de anos que depois de reestruturada apresenta uma arquitetura inspirada nos tempos romanos e que é a casa perfeita para um projeto que se foca apenas na produção, preservação, e divulgação do Vinho de Talha.”

 

Um projeto que certamente contribuirá para a já em andamento Candidatura do Vinho de Talha a Património Imaterial da Humanidade pela Unesco.