//Casa de Santar Reserva Branco 2017

Casa de Santar Reserva Branco 2017

Com castas típicas do Dão como a cerceal, encruzado e bical, mereceu alta pontuação do renomado crítico Mark Squires.

Com o ADN do Dão bem vincado, o ‘Casa de Santar Reserva Branco 2017’ continua a conquistar a crítica internacional. Mark Squires, o avaliador da equipa liderada por Robert Parker para os vinhos portugueses, que escreve na prestigiada Wine Advocate, atribuiu 90 pontos a esta referência, conferindo-lhe um selo de qualidade indiscutível.

Escreve Squires nas suas notas de prova que “é um vinho que permanece em boca, com a fruta fina bem definida e que tem grande potencial de envelhecimento em garrafa”.

Castas típicas do Dão como a cerceal, encruzado e bical fazem deste vinho uma das referências da Região Demarcada do Dão, tendo o seu homólogo de 2015 já sido distinguido em 2018 como o melhor vinho do mundo para fazer pairing com a gastronomia nipónica, num concurso vínico que decorreu no Japão.

O ‘Casa de Santar Reserva Branco 2017’ envelheceu seis meses em barricas novas de carvalho francês e as notas leves de tosta de madeira são detetáveis no palato.

Também a colheita de 2014 já tinha merecido encómios por parte dos críticos da revista Wine Enthusiast, que na altura o classificou no patamar de «Escolha do Editor».

Sobre a Casa de Santar

A Casa de Santar é a mais emblemática propriedade vitivinícola do Dão, pela sua história e dimensão e pelo prestígio dos seus vinhos. Os vinhos desta casa brasonada distinguem-se pela tradição, autenticidade e nobreza, argumentos que tornam esta marca do Dão tão especial e reconhecida pela sua história com mais de 200 anos. A Casa de Santar tem a maior vinha contínua do Dão, com 103 hectares – 90 de castas tintas e 13 de uvas brancas. A maior parcela de Santar é a Vinha dos Amores – uma encosta privilegiada em termos de solo e de exposição solar onde se localizam as melhores uvas de Encruzado e de Touriga Nacional.