Casa Ferreirinha volta a homenagear Dona Antónia

Chega agora aos consumidores o Casa Ferreirinha – Antónia Adelaide Ferreira Douro DOC Tinto 2013.

Apresentado em 2011 para enriquecer as celebrações dos 200 anos do nascimento de Dona Antónia Adelaide Ferreira, um vinho tinto muito especial da Casa Ferreirinha, nascido da colheita de 2008, mereceu o caloroso e unânime aplauso do mercado, que exigiu a sua continuidade e lhe deu um lugar de destaque no valioso portefólio da marca, posição cimentada com sucessivas colheitas de excecional qualidade.

Consolidando este percurso de sucesso, chega agora aos consumidores o Casa Ferreirinha – Antónia Adelaide Ferreira Douro DOC Tinto 2013, de novo uma criação do enólogo Luís Sottomayor, assumida como uma continuada homenagem à figura ímpar de Dona Antónia, personalidade extraordinária reconhecida como a maior embaixadora da região do Douro e dos seus vinhos

“É sempre um desafio aliciante produzir um vinho merecedor de ostentar o nome de Dona Antónia Adelaide Ferreira”, confessa Luís Sottomayor, que não esconde a satisfação sentida perante a excelente aceitação que esta especialidade da Casa Ferreirinha tem recebido.

Produzido a partir de uma seleção do melhor que se produziu nas Quintas da Sogrape no Douro e com recurso à tecnologia disponibilizada nas adegas da Quinta da Leda e da Quinta do Seixo, o Casa Ferreirinha AAF – Antónia Adelaide Ferreira Douro DOC Tinto 2013 apresenta uma cor rubi profunda, revelando um aroma de grande intensidade e complexidade. Destacam-se os frutos pretos e vermelhos bem maduros, notas de resina e apontamentos minerais. Revela notas de especiarias como a pimenta e o gengibre, ligeiro cacau e uma madeira de excelente qualidade muito bem integrada. Na boca demonstra uma grande estrutura, taninos polidos e de grande qualidade, em harmonia com uma boa acidez. Aromas de fruta vermelha, notas minerais e especiarias completam a prova com um final extremamente longo e complexo.

Com um teor alcoólico de 14% e uma acidez total de 5,7 g/l, este vinho, terminada a maceração, foi transportado para Vila Nova de Gaia onde, após as fermentações e acabamentos, estagiou durante dois anos em barricas novas de carvalho francês, tendo o lote final sido elaborado com base numa seleção muito apurada.

Apesar de poder ser apreciado desde já, é previsível que este Casa Ferreirinha AAF – Antónia Adelaide Ferreira Tinto 2013 atinja o seu apogeu entre o 5º e o 10º ano, estimando-se que mantenha a sua melhor qualidade durante cerca de 20 anos.

Apresentando um perfil elegante e complexo, este vinho tinto de excelência combina idealmente com boas carnes, caça e queijos intensos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *