//Carne de Porco à ‘Feira dos Santos’

Carne de Porco à ‘Feira dos Santos’

A centenária ‘Feira dos Santos’, no Cartaxo, é uma das mais antigas do Ribatejo e até do País.

Diz a tradição que esta feira franca remonta a 1654, ano em que se realizou pela primeira vez na Quinta do Senhor Jesus, herdade com propriedades milagrosas, segundo a crença popular da época.

Inicialmente, a feira anual decorria no mês de Agosto; mais tarde, passou para o dia 1 de Novembro, dia de Todos os Santos. Por isso, para além dos produtos tradicionais de qualquer certame deste género no Ribatejo, passou a incluir também a oferta de frutos secos, de água-pé e de vinho novo, produtos próprios desta época do ano. Como em qualquer outra ocasião de festa, também os dias da Feira eram assinalados por uma alimentação diferente e mais elaborada, ainda que a opção fosse apenas por partes mais nobres do porco, como é o caso desta Carne de Porco à Feira dos Santos, prato obrigatório no período em que esta decorria e durante o qual a gastronomia ocupava, e ainda hoje ocupa, um lugar de destaque neste acontecimento de fortes raízes populares.

Ingredientes
650 g de carne de porco, 400 g de batatinhas, de preferência novas, 4 dentes de alho, 50 g de banha, 2 dl de vinho tinto, 1 limão, colorau, salsa, pimenta e sal q.b.

Preparação
Corta-se a carne, em pedaços pequenos, tempera–se com os alhos picados, a pimenta, um pouco de colorau e o vinho tinto. Envolve-se e deixa-se marinar de um dia para o outro. No dia seguinte, escorre-se a carne e frita-se na banha. Lavam-se as batatinhas e levam-se a cozer com pele em água temperada de sal. Quando estiverem cozidas, escorrem-se. Estando a carne quase frita, juntam-se as batatas, adiciona–se a marinada da carne, envolve-se e deixa-se co¬zinhar mais um pouco. Polvilha-se com salsa picada finamente e serve-se enfeitado com o limão cortado em gomos.

Harmonização ‘vínica’ sugerida pela CVR Tejo
Esta receita de carne de porco vai bem com um vi¬nho tinto com complexidade e persistência. Entre os vinhos da Região Tejo, escolha os que são elaborados com as castas Touriga Nacional, Aragonês e Syrah, com estágio em madeira de carvalho.

Texto e foto: Livro ‘Os Sabores da nossa Terra’: APRODER – Associação para a Promoção do Desenvolvimento Rural do Ribatejo.