Carne e laticínios com indicação de origem obrigatória em França

A partir de 2017, França vai indicar obrigatoriamente a origem dos ingredientes nos produtos de carne e laticínios depois de receber a aprovação da Comissão Europeia em julho passado para realizar a sua prova piloto, com publicação do decreto correspondente no seu diário oficial a 21 de agosto.

A nova norma entra em vigor a 1 de janeiro de 2017 até 31 de dezembro de 2018. Por se tratar de uma prova piloto, a Comissão Europeia (CE) terá que avaliar posteriormente e decidir a sua autorização de forma permanente.

O novo decreto abrange as carnes de bovino, porco, ovino, caprino e aves e em relação aos laticínios, o leite, natas, iogurtes, queijos e manteiga. A rotulagem terá que indicar para as carnes o país de nascimento, criação e de abate e para os laticínios o país de recolha, condicionamento e de transformação.

A distribuição terá até 31 de março de 2017 para gastar todos os produtos já transformados que não cumpram com as exigências da rotulagem. No entanto, o Ministério da Agricultura de França não decidiu a quantidade mínima que tem de estar presente num produto para que seja obrigatório incluir a origem. Atualmente, o tema está em discussão com as partes interessadas.
in Agrodigital

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *