//Broas de Batata-Doce e Amêndoa

Broas de Batata-Doce e Amêndoa

Por alturas dos Santos ou no Natal, em Benavente, mas também noutras zonas do Ribatejo…

A batata-doce é uma planta cuja produção é tradicional em terras ribatejanas. É de fácil cultivo, embora exija regas e sachas. Mas ninguém se nega a tê-la na sua horta. A sua plantação ocorre nos finais da Primavera e em setembro pode estar colhida. Por isso, nesse mês realizam-se em diversas localidades do Ribatejo festividades em que a batata-doce é a principal protagonista. Cozida, assada, frita ou como ingrediente de receitas mais elaboradas, é bem um petisco próprio do Outono!

Por alturas dos Santos ou no Natal, em Benavente, mas também noutras zonas do Ribatejo, conjugada com as amêndoas, também colhidas na região, é usada na confeção de broas que fazem as delícias de crianças e adultos.

Ingredientes
700 g de puré de batata-doce; 200 g de amêndoa ralada; 500 g de açúcar; 5 gemas de ovo; 125 g de farinha de milho; 70 g de farinha de trigo; 2 dl de água.

Preparação
Leva-se ao lume o açúcar e a água até fazer ponto de pérola. De seguida, sempre sobre o lume, junta-se a amêndoa, a canela e as farinhas, envolvendo tudo muito bem. Depois de estar tudo misturado e já co¬zido, mesmo antes de se retirar do lume, juntam-se as gemas e mexe-se tudo novamente para que fique bem misturado. Retira-se do lume e deixa-se arrefe¬cer completamente, até endurecer a massa. Tendem-se broinhas que se vão colocando num tabuleiro. Quando este está completo, pintam-se as broinhas com gema de ovo e vão ao forno a cozer (180º C).

Harmonização proposta pela CVR Lisboa

Estes pequenos bolos combinam muito bem com um cálice de vinho licoroso ou de uma colheita tardia da Região Tejo. O aroma frutado que predomina gera um equilíbrio com a doçura das Broas de Amêndoa e de Batata-Doce de Benavente.

Texto e foto: Livro ‘Os Sabores da nossa Terra’ – Associação para a Promoção Rural da Charneca Ribatejana.