Brasileiros bebem vinho quente nos Santos Populares

Nas muito populares ‘Festas Juninas’ os brasileiros comemoram com as tradicionais bebidas ‘quentão ‘e ‘vinho quente’.

Antes de mais, há que lembrar que as ‘Juninas’ se realizam em junho, mês que no Brasil integra o inverno. Por essa razão, percebe-se que com mais ou menos frio, de acordo com a região, estas bebidas feitas com vinho ou cachaça sejam tão populares.

O ‘vinho quente’ é feito da seguinte forma:

Em uma panela bem grande coloque água, açúcar, canela, o cravo (cravinho) e deixe ferver por dez minutos. Quando levantar fervura, desligue o fogo e adicione o vinho e as frutas. “O vinho eu não recomendo colocar para ferver para não perder o teor alcoólico”, alerta a Chefe Hegle.

Já o ‘quentão’ exige que se coloque água numa panela grande, o gengibre, a canela e o cravo e deixar aquecer. Numa frigideira coloca-se o açúcar e quando estiver metade caramelizado, adiciona-se raspas de limão. A mistura é adicionada com cuidado na água quente, deixa-se ferver dez a quinze minutos, desliga-se o fogo e adiciona-se cachaça.

As ’Festas Juninas’

Com a colonização do Brasil pelos portugueses a partir do século XVI, as festividades ‘juninas’ foram-se estabelecendo. São assim designadas por estarem associadas ao referido mês e sabe-se que, além dos trajes específicos, comidas e bebidas, fogueiras, fogos de artifício e outros artefactos feitos com pólvora (como bombinhas), há também a associação aos santos católicos: Santo Antônio, São João, e São Pedro.

Mas é preciso ter em conta que as chamadas “comemorações das festas juninas” no Brasil, além de manterem as características herdadas da Europa, como a celebração dos  três santos, também juntaram elementos típicos do interior do país e de tradições sertanejas, resultando numa mescla das culturas africana, indígena e europeia.

 

Foto Trajes das Festas Juninas: Portal Tudo Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *