‘Algarve Mediterrânico’ já conta com dois prémios internacionais

O livro ‘Algarve Mediterrânico’ conquistou o «Prémio de Literatura Gastronómica – 2016», da francesa Academia Internacional de Gastronomia de pois do terceiro lugar nos «Prémios Gourmand».

Maria Manuel Valagão coordenou este projeto de recolha de “memórias e costumes milenares sobre os processos de conservação e técnicas de preparação dos alimentos nas suas relações coma a paisagem, a história e a gastronomia do Algarve, elaborado sobre um património cultural imaterial”, sobre o qual é feita uma interpretação e criação contemporânea pelo chefe Bertílio Gomes, com fotografia de Vasco Célio.

Editado no ano passado, o livro ‘Algarve Mediterrânico’ já valeu aos seus autores dois galardões internacionais. Um, o “Prémio de Literatura Gastronómica – 2016”, da francesa Academia Internacional de Gastronomia,

O outro galardão – atribuído à edição inglesa e anunciado no passado 29 de maio em Yantai, na China – foi o terceiro lugar na categoria de melhor livro de cozinha do ano (“Best Cookbook of the Year”) dos prémios Gourmand, que este ano contou com a participação de 209 países, tendo 766 livros chegado à lista de finalistas das 89 categorias.

O primeiro lugar do “Best Cookbook of the Year” foi para a Holanda, com “With our own hands”, de Frederik van Oudenhoven e Jamila Haider, e o segundo para o livro “Italy Gourmet”, dos italianos Marco Ghiotto e Giò Martorana. Na categoria de Gastronomia Vegetariana, o terceiro lugar (atrás da Índia e da Irlanda) também coube a Portugal, mais precisamente ao livro “Cozinha Vegetariana”, de Gabriela Oliveira.

11‘Algarve Mediterrânico’
Autores: Maria Manuel Valagão, Vasco Célio e Bertílio Gomes
Edições Tinta da China, Outubro 2015
Páginas: 311, capa mole
Dimensões: 28 x 21 x 1,9 cm.

Sinopse da editora

“Terra do sol, do sal, do vinho, do azeite, do pão e do peixe, o Algarve preserva tradições mediterrânicas que devemos não só valorizar, como também fixar e recriar inovadoramente.

Ao longo de décadas, Maria Manuel Valagão recolheu memórias e costumes milenares — dando especial atenção aos aspectos antropológicos e sociais dos produtos alimentares, dos processos de conservação e das técnicas de preparação — e estudou as suas relações com a história, a paisagem e a gastronomia desta região.

Sendo um repositório único do vasto património cultural algarvio, «Algarve Mediterrânico» conta com as interpretações de Vasco Célio, na fotografia, e de Bertílio Gomes, na cozinha contemporânea.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *