Alerta para rotulagem fraudulenta nos frangos

Podem estar a ser comercializados produtos com rótulos adulterados para esconder o país de origem.

O alerta é do presidente da Associação Nacional dos Centros de Abate de Aves e Indústrias Transformadoras de Carne de Aves (ANCAVE), que diz que os consumidores podem estar a ser enganados, pensando que estão a consumir um produto português ou europeu e, afinal, estão a consumir um produto de países terceiros, em que não foram respeitadas as regras de bem-estar animal e de alimentação definidas pela União Europeia.

Avelino Gaspar apelou às autoridades sanitárias para que estejam muito atentas à rotulagem, considerando que se trata de uma concorrência desleal e afirmou que existem à venda em Portugal produtos mal rotulados, indicando que a origem é nacional ou europeia, quando, de facto, não é.

São produtos que vêm da Ucrânia, por exemplo, que produz 59 quilos de carne por metro quadrado, em desrespeito total pelo bem-estar animal, mas também de grandes países produtores, como os Estados Unidos, Brasil ou Tailândia.

Avelino Gaspar explicou que a carne entra na Europa normalmente por via marítima – sendo a rotulagem fiscalizada nesta altura – mas é posteriormente distribuída por ‘traders’ pelos diferentes países europeus, num percurso que não é totalmente acompanhado.

Portugal tem, atualmente, o maior consumo per capita de frango da Europa (29 quilos anuais, contra uma média europeia de 23 quilos) e a indústria nacional já é excedentária neste tipo de produto, exportando cerca de 10% do que produz.

One thought on “Alerta para rotulagem fraudulenta nos frangos

  1. E como se sabe se são Portugueses / Europeus ou de outros Países ?
    Bem os que Eu consumo são Portugueses, pelo menos é o que diz no selo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *